Glossário de (alguns) termos usados em Protocolo

 

Anfitrião – é o “dono da casa”, que convida, que recebe e acompanha os seus convidados, que faz “as honras da casa”, que despede e que agradece. O anfitrião pode, em determinadas circunstâncias, ceder a presidência do evento.

Apresentação – é o acto, sujeito a regras, de dar a conhecer uma pessoa a outra.

Banquete – é uma refeição, uma celebração gastronómica, oficial ou não, sujeita a estritas regras de organização, também protocolar.

Celebração – evento que comemora feitos ou presta homenagens.

Cenário – é o espaço onde se desenrola o evento.

Cerimonial – consiste no conjunto de formalidades presentes em cerimónias. Baseia-se na legislação nacional e internacional, nos ritos, usos e costumes de cada cultura.

Convidado – aquele a quem é solicitada a presença num evento de qualquer natureza, merecedor das devidas atenções e cortesia.

Direita – o critério da direita é fundamental em Protocolo e representa o lugar de maior deferência. Estabelece-se sempre, quer em relação a pessoas, quer em relação a símbolos, a partir de quem preside.

Educação – é o respeito pelo outro e a correcção no trato.

Etiqueta – consiste no conjunto de regras de comportamento que se devem observar em todas as manifestações externas do ser humano, sobretudo na comunicação interpessoal, regras estas que assentam nos usos e costumes de cada sociedade mas, também, no estilo e na personalidade de cada indivíduo.

Evento – é o desenvolvimento de um programa, gerado a partir de um complexo trabalho de organização. É um acontecimento que se pretende sempre impactante. Feito por pessoas e para pessoas.

Heráldica – ciência que estuda os escudos das armas reconhecidas a pessoas e famílias.

Honras – deferências e reconhecimentos perante uma determinada personalidade.

Imagem – a percepção tida pelos outros, a ideia, o juízo, a valoração (expressa ou omissa).

Livro de Honra – livro onde é inscrito o registo (dedicatória, assinatura, data) de uma personalidade relevante num determinado evento. Deve ser aberto pela pessoa de maior estatuto.

Organização – conjunto de técnicas de coordenação de meios humanos e materiais que concorrem para a preparação e desenvolvimento de qualquer actividade.

Patrocínio – é um instrumento de comunicação segundo o qual o patrocinador comunica e se promove, associando-se a determinada imagem (de marca, de serviço, de um projecto ou evento) em troca de contrapartidas financeiras ou outras.

Precedência – é a ordem sequencial que determina o lugar  a ocupar (por uma personalidade ou símbolo), numa dada sequência, de acordo com o respectivo estatuto (ou outro critério designado para o efeito).

Presidência – é a máxima honra para a pessoa que a ocupa, na medida em que determina, entre outros aspectos, o início do evento e o seu encerramento, bem como a direcção do mesmo durante o seu decorrer. Em casos em que a presidência tenha sido cedida, pode a mesma não corresponder ao anfitrião.

Protocolo – um conjunto de regras e de preceitos que regem tanto a organização de eventos (de qualquer dimensão) como, num sentido mais abrangente, as relações interpessoais em âmbito institucional e profissional. Estas regras obedecem não só à legislação como, sobretudo, à cultura de cada país e às tradições de cada povo e Estado.

Urbanidade – é um conjunto de formas de actuação tidas como correctas socialmente.

Vexilologia – ciência que se dedica ao estudo dos símbolos e das bandeiras, bem como da respectiva forma de os colocar e de os ordenar.

 

Cristina Fernandes