Conhecimentos de Protocolo e Etiqueta, para quê?

Defendo, com convicção, que o conhecimento das regras e preceitos de protocolo, etiqueta e comportamento social e profissional é cada vez mais importante, porque:

  • Dominar tecnicamente uma determinada área de conhecimento já não é suficiente, na actualidade, para que um profissional obtenha sucesso, dada a complexidade dos mercados, a concorrência feroz e, indicustivelmente, a globalização.
  • Deter competências comportamentais e aplicá-las no relacionamento interpessoal tem uma influência directa sobre a atitude e a projecção da imagem pessoal e organizacional.
  • Nada é mais revelador do que o comportamento.
  • Comportar-se de forma desastrada e assumir condutas desadequadas é um dos factores impeditivos de progressão social e profissional, portanto um luxo ao qual muito poucos se podem dar.
  • No relacionamento com clientes e parceiros de negócios estão envolvidos muito mais aspectos do que apenas a qualidade de um produto ou de um serviço.
  • O conhecimento de protocolo social e empresarial permitirá, entre múltiplos factores, saber quando e como agir, que tratamento e estatuto atribuir, como se comportar em inúmeras situações, que comportamento adoptar no quotidiano empresarial, que registo de comunicação assumir, como cuidar da comunicação visual, como redigir correspondência comercial e como se relacionar no mundo virtual.

 

Então, recordo que:

  • A primeira impressão se gera em poucos segundos.
  • Todos somos julgados, em primeira instância, pela apresentação visual e pelas competências de comunicação.
  • O sorriso (franco!) é uma linguagem universal.
  • O contacto visual (não invasivo) é fundamental.
  • O aperto de mão pode transmitir confiança e credibilidade ou, se praticado de forma incorrecta, exactamente o contrário.
  • A linguagem não-verbal emite mensagens poderosas que devem, também, ser geridas.

 

…porque comunicar é muito mais do que falar. Comunicar é estabelecer uma relação.

Cristina Fernandes