Saber Ser e Saber Estar: 20 regras essenciais, mesmo no Séc. XXI

1. Aceite-se como é, com as suas forças e fraquezas, mas vivendo bem na sua pele. Melhore e progrida mas de uma forma genuína e não fabricada/falsa.
2. Ensine bons modos aos seus filhos: a educação e o conhecimento são um património que não desvaloriza jamais.
3. Cumprimente, agradeça, lamente, peça desculpa, elogie. Um registo de comunicação cortês só traz mais-valias aos interlocutores.
4. Não imponha os seus animais domésticos aos outros: também quanto a este aspecto, os gostos não se discutem.
5. Cuide da sua aparência, sempre em adequação com a sua circunstância, seja qual for o contexto em que se move.
6. Trate todos os temas que, directa ou indirectamente, se relacionam com dinheiro, de forma reservada, jamais apregoando o que tem, o que ganha ou o que gasta.
7. Saiba esperar pela sua vez.
8. Desenvolva a arte da conversa, caso esse não seja para si um dom inato.
9. Respeite as diferenças, sejam estas quais forem (sobretudo actualmente, numa sociedade global).
10. Cumpra com os preceitos de escrita, mesmo num simples correio electrónico ou SMS.
11. Aligeire a dureza da vida quotidiana: ceda um lugar num transporte a quem mais precise, ceda a vez a alguém se for caso disso, não leia sobre o ombro do parceiro do lado, sorria… e mais uma infinidade de gestos que, não custando nada, fazem toda a diferença e dispõem sempre bem.
12. Coma com bons modos, seja onde e com quem for.
13. Cultive a pontualidade e o cumprimento de prazos, pois está não só a respeitar o outro como a aumentar a sua credibilidade.
14. Recorde – e pratique! – as regras de civilidade no trânsito.
15. Ao apertar a mão de alguém no acto de cumprimentar, faça-o com firmeza e mantendo o contacto visual.
16. Utilize o telemóvel e outros instrumentos electrónicos com discrição e bom senso, sempre tendo em conta o espaço onde está e, sobretudo, com quem está.
17. Mantenha relações de boa vizinhança.
18. Não trate por tu e por você indiscriminadamente: considere a circunstância, o grau de conhecimento, a idade, o estatuto, entre outros aspectos.
19. Cultive a dignidade, o bom senso e o bom gosto na sua presença digital.
20. Repense, reveja e reajuste os seus valores morais e éticos, não se limitando a agir de uma determinada forma só porque “todos fazem assim”.

Cristina Fernandes