Protocolo Multicultural | Alguns traços da Cultura Japonesa

 

  • A expressão “nipónico” está relacionada com o conceito de “origem solar”, já que a mitologia japonesa indicia que o Japão e os Japoneses descendem de uma deusa do sol.
  • Genericamente, para os Japoneses o mundo divide-se em dois: o Japão e o resto (vagamente considerado como Ocidente).
  • Os Japoneses são gregários: o individualismo e o egocentrismo não são bem aceites. Consideram a sua homogeneidade como um dos seus pontos fortes e, não raramente, começam as frases com a expressão “Nós, os Japoneses (…) ”. Desta característica surgem os conceitos de “uchi” (com o significado de nós, os de casa, os de dentro) por oposição ao conceito de “soto” (eles, os de fora, os estrangeiros).
  • O povo Japonês gosta de ser visto como ordeiro, trabalhador, cumpridor, muito dedicado e persistente. Destes traços advém o facto de trabalharem longos períodos de tempo sem férias, por exemplo.
  • Dificilmente um Japonês responderá “sim” ou “não”. Deixar os temas em aberto, em detrimento da tomada de decisão, é uma prática frequente que integra o seu registo de comunicação enquanto povo. Também raramente as preferências são expressas com clareza ou rapidez. Entre si, compreendem-se através de um entendimento mútuo silencioso.
  • O pressuposto fundamental em qualquer processo de comunicação é não perder e não fazer o interlocutor perder a face. Todos os temas embaraçantes e constrangedores são constantemente evitados ou adiados. O que magoa, fica por dizer e as “gaffes” não são discutidas.
  • De um modo geral, o bem-estar do grupo é realmente uma preocupação na sociedade Japonesa, o que se traduz, por exemplo, no constante fluxo de informações em contexto urbano (designadamente nos transportes), ou nos detalhados manuais de instruções que acompanham produtos. O asseio e a higiene são, também, características notáveis.
  • Se o cumprimento das regras de boa educação e dos preceitos de etiqueta fosse mensurável em escalas nacionais, os Japoneses seriam, certamente, os vencedores. O respeito e a gentileza são uma constante na sociedade Japonesa. Existem diferentes formas de falar entre os homens e as mulheres, os jovens e os idosos, bem como modos diversos de se dirigirem a superiores hierárquicos, clientes, amigos ou familiares, entre muitos outros aspetos.
  • As atitudes e a comunicação são totalmente marcadas pelo sentimento de humildade. Esta modéstia pode parecer desconfortante aos olhos de um Ocidental.
  • Não é esperado que os ocidentais pratiquem a vénia.

 

Cristina Fernandes