Consegue criar “rapport” com facilidade?

Criar Rapport

Conhecemos pessoas com uma enorme capacidade de construir relacionamentos interpessoais. De forma mais ou menos genuína, trabalhada em maior ou menor grau, com máximo ou mínimo interesse, a verdade é que esta característica é um traço de personalidade em alguns indivíduos, até, ambicionado por muitos.

Efetivamente, ser capaz de criar “rapport”, ou seja, conseguir interagir e construir a base para o desenvolvimento de relações equilibradas, positivas, empáticas e de confiança, gera oportunidades sociais e profissionais. Criar “rapport” é um processo que envolve ambas as partes, é sempre um caminho de duas vias. Qualidade inata, ou não, a verdade é que podem ser desenvolvidas algumas atitudes realmente úteis ao longo deste processo. Por exemplo:

  1. Seja particularmente cuidadoso com a sua presença visual, pois a primeira impressão conta – e muito – e a imagem nunca deve constituir uma barreira à criação de uma interação eficaz.
  2. Sorria, comporte-se de forma social e culturalmente correta, em função e de acordo com o contexto e os interlocutores. Por exemplo, apresente-se, fixe o nome de quem lhe é apresentado, mantenha uma postura correta, fale moderadamente e ouça ativamente.
  3. Procure, e valorize na interação, os pontos em comum, o que facilitará imensamente as conversas, pelo menos numa fase inicial de “small talk”.
  4. Demonstre real interesse e foque-se no outro. Este não é o momento para realizar várias atividades em simultâneo (designadamente utilizar o “smartphone”).
  5. Seja genuíno e sincero. As imagens construídas sem alicerces sólidos desabam facilmente e transformam-se em pó.
  6. Utilize o humor, sim, mas sem sarcasmo ou ironia destrutiva.
  7. Pratique a empatia, colocando-se no lugar do outro, tentando entender as suas motivações e atitudes. Mesmo, e sobretudo, quando não concorda.
  8. Evite comportamentos autocentrados, atitudes egoístas e de permanente autoelogio.
  9. Espelhe o comportamento do outro (por exemplo, se o seu interlocutor é reservado, comporte-se igualmente com reserva e não de forma espalhafatosa) e preste especial atenção à comunicação não-verbal.
  10. Atue de forma discreta e faça permanente uso do seu bom senso.

 

Criar “rapport” consiste em construir relações de confiança, seja de que natureza e âmbito forem. Lançadas as bases, alimente-as e consolide-as, pois aqui reside a verdadeira sabedoria.

Cristina Fernandes